05/03/2017


. Então se você ainda está aí, vem aqui dar um abraço e matar as saudades .

Nessa loucura de ser adulto, ter 30 e poucos, contas pra pagar e ainda ter que lidar com emoções, casamento, profissão, vontade de ser mãe, planos, sonhos... eu realmente acho que não vou dar conta. É tanto conteúdo pra produzir, tanto conteúdo para consumir, e terapia, e trabalho, e casa, e amor, e tudo mais. Há realmente  momentos em que aquela vozinha da cabeça aparece dizendo que não vou conseguir, e algumas vezes ela me ganha. Inclusive estou aqui escrevendo isso e pensando em quem diabos vai querer ler mais um desabafo em mais uma plataforma diferente em pleno domingo. É a tal da ansiedade que não ajuda em nada e algumas vezes me paralisa, e a minha paralisia é não escrever.

Se você me segue há quase 9 anos, você percebeu que vira e mexe o blog é atualizado mas sem a constância de antes. Se você me segue no instagram ou no facebook, também já percebeu que há uma inconstância nas coisas, um agito louco, uma hiperatividade insana, e logo depois um marasmo. E é nessa nuance de emoções que vivo. Às vezes eu prezo pelo mundo real, off line, mas sinto muita falta de tudo que já fiz e escrevi por aqui. O visceral me faz falta. Escrever do fundo da alma me faz falta. Mas o ser adulta tem me tomado tempo, tem me feito duvidar de mim em tudo. 

Hoje a questão não é mais afetiva, a questão é pessoal, é individual. Hoje eu estou sem objetivo. E nessa busca de mim mesma, vim buscar ajuda no blog, escrevendo novamente do jeito que eu realmente gosto e sei.

Então se você ainda está aí, vem aqui dar um abraço e matar as saudades. Vem aqui comentar e dizer que eu não estou sozinha nessa coisa de ser adulta. Vem dizer que está tudo bem agora.

. Coração afogado .



Coração afogado nessa agitação sem fim madrugada adentro. Sonhos sem realização e a alma buscando objetivos novos para perseguir. Agitação que o coração não sabe acalmar... pensamentos insistentes sobre tudo que quero fazer e sobre tudo que já foi feito. Pleno devaneio como sempre. Inquietação que se confunde com quem sou... todas as vezes me fazendo questionar sempre e tentando entender o que não tem entendimento. Madrugada... essa linda.

04/03/2017


. Não manifestar a quem não pode compreender .

Melhor sempre não manifestar o que não compreendem.
O único problema é que a gente acaba sendo podada toda vez.

21/02/2017


. Cansei .

Estou cansada e não é de pouca coisa não!
Estou cansada de como as coisas são ao meu redor, de como o mundo tem tratado a tudo e a todos, de como a sociedade não deixa a gente piscar os olhos sem antes nos fuzilar de críticas.
Estou cansada de todo mundo sempre ter opinião sobre tudo e mais ainda, de acharem que tem que falar a porcaria da opinião na sua cara, mas quando você decide que né, vou falar também, não pode, não é prudente, é falta de educação.
Estou cansada de comportamentos repetitivos, daqueles que dizem que não farão mais, mas fazem. Estou cansada de pressão, de cobrança, de quererem viver a vida dos outros e não pararem para olhar os próprios umbigos.
Estou cansada de não ter tempo pra deixar minha criatividade fluir leve e fagueira, estou cansada das amarras que todo santo dia alguém resolve impor.
Estou cansada, e creio que tem muito mais gente nesse cansaço aí também.
Não está sendo tranquilo conviver com tanta gente criando caso por coisas pequenas e fazendo vista grossa para casos beeem graves.
Estou cansada, mas não paro de me incomodar e tentar mudar isso. E você? O que tem feito para mudar essa realidade massacrante que o mundo achou de impor a nós?

13/02/2017


. Não entendo tamanho único .

Meninas amadas, me mandem sites que vendam bodies/maiôs divos e com preço em conta. Pois o que estava namorando simplesmente não faz tamanho G.
Me pergunto pq raios as pessoas acham que brasileira só veste P e M, e ainda tem a pachorra de dizer que é tamanho único. Fica a dica da profissional de marketing pra quem tem loja/confecção e quer atender a um público sedento por comprar coisas lindas e que vai fazer um boca a boca feliz. Façam tamanhos grandes!
Não entendo esse pessoal, sinceramente.

07/02/2017


. Muito amor pelo Gorda de Boa .

Apenas amor por esse vídeo. 
Muito amor!

Vejam e conheçam o canal da Jessica Tauane: Gorda de Boa.

04/02/2017


. I hate my body .



Vejo fotos minhas de antigamente magrela, e lembro da sensação de me sentir gorda. Impressionante como distorcem as nossas mentes.

É extremamente preocupante e doentio uma sociedade que não se satisfaz em momento algum com a condição física do outro. Perceber isso e ainda assim ter que lidar com a opinião alheia é algo perturbador diariamente.

Nosso corpo não é algo para disposição do outro, para achismo do outro. Nosso corpo é santuário das nossas atividades, da nossa alma, do nosso bem estar.

Eu me choco em ver que acreditei e acredito ainda no que falam de mim para mim. Metem o bedelho onde não são chamados, e não entendem que estar bem consigo mesmo não é somente estar magro, estar bem consigo é ter a mente sã. E isso sim dá um trabalho imenso, pois quem está ao seu redor pouco se importa com o que passa dentro do seu coração, da sua cabeça.

29/01/2017


. Queria, mas... .

Queria ser rica e não ter barriga pra me sentir deusa vestindo maiô. Mas sou normal e vou me sentir apenas velha mesmo.
 
Desvaneios de Madrugada - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo